Esportes

  • Terça-feira, 17 de Outubro
  • Onde quer que vá, vá com o coração!
Esportes

Matéria

Quinta-feira, 05.10.17 às 00:00 / Atualizado em 04.10.17 às 23:17

Corte de auxílio deixa equipes à beira da extinção

Ozair Júnior e Carlos Petrocilo
Guilherme Baffi Cléa Bernardelli - 05102017
Para a secretária Cléa, o auxílio-atleta precisa cumprir o papel de iniciação esportiva para crianças

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de assinante:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do
Diario da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Guilherme Baffi Cléa Bernardelli - 05102017
Para a secretária Cléa, o auxílio-atleta precisa cumprir o papel de iniciação esportiva para crianças

O drástico corte na bolsa auxílio-atleta para 2018 gera ansiedade e temor por parte de atletas, técnicos e dirigentes das modalidades de competição, além de acenar para o sepultamento do esporte de rendimento em Rio Preto. Equipes como futebol feminino do Rio Preto, finalista do Paulistão, o basquete do América, os times de vôlei masculino e feminino, que também disputam ligas estaduais, perderão de imediato o principal incentivo, o pagamento de salários aos atletas.

“Quero esperar para ver o que a Cléa (Bernardelli, secretária de esportes) vai falar com nós. Temos um grupo de WhatsApp das modalidades de competição que todos estão preocupados”, disse Doroteia de Souza Oliveira, diretora do futebol feminino. “Sem auxílio, minha equipe, o basquete, o vôlei, todas elas vão parar. É o auxílio que banca salários dos atletas. Não vão ter equipe para disputar competições.”

O basquete do Rubro disputa o Paulistão e, se vir o corte, só irá sobreviver se conseguir recursos com patrocinadores. “O pessoal de outras modalidades vai fazer um movimento. Eu estou me precavendo para dar um jeito de continuar, com ou sem a Secretaria. Vamos esperar uma posição oficial para falar, mas, se eu não ter dinheiro suficiente, vou sair da A-1 e disputo a Primeira Divisão do Paulista”, disse o presidente do América, Marino Manella.

Os benefícios serão mantidos até a realização dos Jogos Abertos do Interior, na região do Grande ABC Paulista e Capital, entre os dias 15 e 25 de novembro. É o que garante a secretária Clea Bernadelli. O governo municipal investiu no último mês R$ 350 mil com os benefícios auxílio dividido em três frentes: esporte de competição, nessa faixa, os gastos com técnicos e atletas chegaram a R$ 258,7 mil; iniciação esportiva (R$ 48,3 mil) e esporte comunitário (R$ 36,8 mil).

“Se houver corte drástico afetará diretamente nosso trabalho. Esse ano já encerramos a atividade de uma equipe, a ADR, porque foi diminuído os valores da nossa folha. Se for cortar mais, vamos ter um grande problema”, disse o presidente do Clube Amigos dos Deficientes (CAD), Paulo César dos Santos, o Jatobá. O CAD trabalha com três modalidades – basquete cadeirante, natação e atletismo PCD (pessoas com deficiência). A entidade também já foi afetada após o corte do Governo Federal no bolsa-atleta de até 87%.

“O corte no bolsa-atleta, de 87%, já nos preocupou. Se de repente, a Secretaria da nossa cidade cortar, é muito complicado dar continuidade”, disse Jatobá. O CAD sempre tem atletas nas seleções cadeirantes de basquete e é o berço do campeão paralímpico Claudiney Batista dos Santos, um dos beneficiados pelo auxílio-atleta. “Depois dos grande eventos esportivos no Brasil (Copa do Mundo e Olimpíada), legado nenhum acaba ficando e acabamos perdendo”, lamenta Jatobá.

A Smel já assinalou que irá priorizar apenas a iniciação esportiva e os esportes na terceira idade. “O esporte tudo agrega, deficiente, terceira idade agora só priorizar terceira idade iniciação, é triste”, finalizou Jatobá.

O trabalho do CAD, além dos bolsistas atende cerca de 80 a 90 crianças e pessoas com deficiência. O vôlei masculino, que mantém equipes adulta e sub-19, também está temeroso. “Lógico que fecha as portas se acontecer isso. É um trabalho de 20 anos, com base que revelou atleta de seleção, campeão olímpico (Maurício Souza), que vai por água abaixo”, disse Marquinhos Feitosa.

 

Arte - 05102017 clique na imagem para ampliar

Romário quer mudar o Bolsa Atleta

O Bolsa Atleta poderá sofrer uma importante mudança nas próximas semanas. Um projeto do senador Romário (Podemos-RJ), aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), em Brasília, prevê o veto da bolsa a atletas que tenham renda superior a 360 salários mínimos (cerca de R$ 337 mil) por ano. Este limite foi definido pelo projeto de lei do Senado 709/2015, que foi aprovado pela CAE por 14 a 0, na última terça-feira. Se aprovado em nova votação na comissão sem mudanças, poderá ir direto para a Câmara dos Deputados, sem passar pelo plenário do Senado. 

O projeto também limita ao esportista que já recebe o Bolsa Atleta o acesso a outras fontes de recurso público para a prática de esportes de alto rendimento no País. Se o texto for aprovado, o atleta poderá receber somente o Bolsa e apenas mais um auxílio, como uma bolsa estadual ou patrocínio de empresa estatal. Os benefícios das Forças Armadas não entram nesse cálculo. Para fazer este controle, todos os beneficiados pelo Bolsa Atleta terão que apresentar todos os anos a Declaração Anual de Imposto de Renda (IRPF).

Também há possível mudança na forma como o esportista receberá o Atleta Pódio, uma das categorias do Bolsa Atleta. Se aprovado o projeto, o atleta não precisará ser mais indicado pela confederação para receber o benefício do Ministério do Esporte. O esportista, então, só precisaria cumprir o requisito de estar ranqueado entre os 20 melhores do mundo em sua modalidade e se candidatar diretamente ao Ministério. Por fim, o projeto altera ainda a forma como se refere aos eventos paraolímpicos em toda a legislação esportiva. Se aprovado, as palavr</CW>as corretas serão grafadas como “paralímpico” e “Paralimpíada”.

(Agência Estado)

Secretaria ‘cortará’ times

Com anúncio da queda de repasses para o programa auxílio-atletas, a secretária de Esportes de Rio Preto, Clea Bernardelli, ainda não soube informar o porcentual de corte para cada modalidade. Essa incerteza deixa os coordenadores de cada modalidade temerosos, inclusive diante da necessidade de traçar planejamento para a temporada de 2018. A previsão é que a Smel convoque reunião com representantes das equipes após os Jogos Abertos -a final será no dia 25 de novembro. “Vamos conversar, discutir a situação de cada modalidade, porque queremos também destinar atividades para crianças e a melhor idade”, disse Clea.

A secretária deixou claro que os benefícios para atletas, dirigentes e técnicos de competição serão reduzidos para cumprir a nova política do governo: priorizar os benefícios para formação. Com isso, equipes que competem no Estado e no Brasil, representando a cidade de Rio Preto, como o futebol feminino, o basquete, o vôlei, entre outros, temem ter que fechar as portas. “O auxílio atleta precisa cumprir com o papel da iniciação esportiva para crianças e adultos.

A prioridade não é só competição, até porque, além do auxílio, também oferecemos transporte, inscrição nas competições, as vezes até taxa de arbitragem, alimentação, e cedemos os locais públicos para treinos e jogos. Queremos priorizar o atendimento à população”, disse a secretária, que garantiu que as reduções serão realizados somente no próximo ano. “Os atletas vão receber normalmente até o final dos Jogos Abertos, no dia 25 de novembro. Em dezembro será o mês de férias e, como de costume, não terão auxílio”, disse Clea. 

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.