Cultura

  • Terça-feira, 17 de Outubro
  • Onde quer que vá, vá com o coração!
Cultura

Matéria

Segunda-feira, 29.06.15 às 15:29

Val Marchiori: de menina pobre à mulher milionária

Jéssica Reis
Divulgação Divulgação
Val Marchiori ficou em evidência na mídia ao participar do reality show “Mulheres Ricas”, em 2012 (Divulgação)

Rica, polêmica, extravagante. Essas são algumas das palavras que resumem o jeito de ser de Valdirene Aparecida Marchiori, conhecida como Val Marchiori. Nascida em 6 de outubro de 1974, em Apucarana, no Paraná, em uma casa simples, a menina de origem pobre conquistou coisas que nem imaginava. 

Hoje, é uma mulher milionária, dona de uma transportadora, a Valmar Transportes, e ostenta muito luxo, seja nas roupas de grife ou nas viagens internacionais. 
Apesar de ser uma figura presente na mídia, a socialite ficou mesmo em evidência ao participar do reality show “Mulheres Ricas”, em 2012. Durante o programa as pessoas conheceram um pouco mais da vida luxuosa que a mulher do bordão “hello” leva.  
Val se separou recentemente do do empresário Evaldo Ulinski, com quem se casou oficialmente em 2014 e teve dois filhos, os gêmeos, Eike e Victor, de 9 anos. 
Em entrevista ao portal Diário da Região, a socialite conta um pouco sobre sua vida, como chegou ao posto de milionária, como é sua relação com os filhos e ainda quais são seus projetos para o futuro. Confira a seguir:


Diário da Região - Val, você nasceu em uma casa simples. Quando criança você imaginava chegar a ser uma mulher milionária?
Val Marchiori -
Nunca tive o sonho de ser milionária e sim de ter tudo o que sempre sonhei. Meu sonho sempre foi ter uma vida confortável e conquistar tudo o que sempre desejei, como viajar e usar as roupas da moda, frequentar os melhores restaurantes, ter uma vida tranquila. Acho que nem nos meus sonhos poderia imaginar que poderia chegar onde estou hoje. Nunca quis ser famosa. Eu queria dar uma vida melhor para minha família porque a gente vivia nunca situação difícil, e sempre sonhei em ajudar todos.
 
Diário - Como era sua vida antes do dinheiro, antes da fama? O que seus pais tinham para lhe oferecer?
Val Marchiori -
Vim de uma família simples, morávamos num sítio sem luz, sem água encanada, não tinha nem médico. Eu nasci debaixo de chuva por uma parteira. Éramos tão pobres que quando nasci minha mãe não tinha nada para me cobrir e minha avó rasgou um lençol e me embrulhou. O maior luxo era ter comida em casa! Eu levava todo dia marmita para o meu pai e meus irmãos na roça. Sempre fui boa aluna e ajudava minha mãe a limpar a casa e a cuidar dos meus irmãos. Meu pai nunca quis que eu estudasse, mas eu ia mesmo assim, andava 8km a pé pra ir na escola e sempre fui uma das melhores alunas da sala.
 
Diário - Quando se deu conta de que sua vida poderia melhorar?
Val Marchiori -
Quando ganhei meu primeiro dinheirinho com a venda de cosméticos, percebi que se estudasse e trabalhasse bastante poderia dar uma vida mais confortável a minha família.
 
Diário - O que fez para começar a melhorar de vida?
Val Marchiori -
Desde pequena sempre quis ter minha independência. Sabia que pra sair daquela vida precisaria estudar para ser alguém. Acho que o primeiro passo foi não desistir da escola. 
 
Diário - Qual foi o seu primeiro emprego? É verdade que foi revendedora Avon?
Val Marchiori -
Meu primeiro emprego foi como revendedora dos produtos Avon. Comecei a trabalhar para comprar o material de escola, porque na época meu pai, além de não ter dinheiro, achava que mulher não devia estudar e sim casar cedo.
 
Diário - Como e quando começou a ganhar dinheiro de fato?
Val Marchiori -
Quando conseguiu juntar dinheiro para comprar meu primeiro caminhão junto com meu pai, irmãos e tios.
 
Diário - É verdade que você faliu? Como conseguiu dar a volta por cima?
Val Marchiori -
Sim, é verdade. Foi um momento difícil, mas nunca desisti, sempre corri atrás dos meus sonhos. Consegui dar a volta por cima trabalhando muito!
 
Diário - Como e quando fundou sua transportadora? 
Val Marchiori -
Meu primeiro caminhão comprei aos 19 anos em parceria com minha família. Todo mundo juntou um pouquinho e compramos. Eu juntava todo o meu dinheiro para investir junto com minha família. Comecei com um caminhão de frango, depois de ração e depois um frigorífico. Sempre lutei muito para conquistar o que tenho hoje. Não foi por sorte e sim, por meio de muito trabalho.
 
Diário - Como é sua vida hoje? Você gasta muito dinheiro? O que gosta de comprar?
Val Marchiori -
Tenho uma vida tranquila e posso me dar ao luxo de comprar tudo o que quiser. Gasto o suficiente para me satisfazer, é que normalmente tudo o que é bom, é caro! Amo comprar bolsa e sapato, como toda mulher, mas normalmente aproveito para fazer compras durante minhas viagens.
 
Diário - Você gosta mesmo de champanhe, como era mostrado no reality? Qual sua marca preferida? 
Val Marchiori -
Champanhe é minha bebida preferida. Gosto de beber sim, mas não faço isso toda hora, até porque vivo de dieta e champanhe não é permitido todo dia, Hello (risos).  Minha champanhe preferida e que nunca falta em casa é a Veuve Cliquot.
 
Diário - A sua participação no "Mulheres Ricas" colocou sua vida em destaque. Como avalia essa participação no programa, foi positivo?
Val Marchiori -
Com certeza foi positivo, embora muita gente ache que eu acordo com a garrafa de champanhe na mão e não é bem assim. Graças a Deus posso comprar tudo o que eu quero, frequentar os melhores restaurantes, viajar, fazer o que eu bem quiser. O programa me deu uma fama de pessoa fútil, porque o público não sabe que eu trabalho, cuido dos meus filhos, e a parte de diversão e compras é apenas consequência de tudo o que eu conquistei.
 
Diário - Como é sua relação com as outras participantes do reality, ficou amigas delas, vocês já se conheciam?
Val Marchiori -
A primeira temporada do "Mulheres Ricas" foi melhor, porque a segunda o elenco não era rico de verdade! (risos). A Lydia Sayeg já a conhecia por causa da joalheria e o programa nos aproximou ainda mais. Ela é uma grande amiga e sempre que podemos marcamos um jantarzinho. Algumas participantes não gostavam do meu jeito “autêntico” de falar com tudo o que penso, mas não me importo, porque falo mesmo, independente se elas vão gostar ou não.
 
Diário - Como é a Val no dia a dia?
Val Marchiori -
Sou uma pessoa mega ativa. Não paro um minuto. Diferente do que as pessoas acham não acordo e já bebo champanhe, a menos que esteja em Paris. Vivo de dieta, então, por mais que eu ame champanhe, bebo apenas em situações especiais para comemorar com os amigos. Costumo dizer que o programa "Mulheres Ricas" somos nós, porém numa versão mais exagerada. Sou uma pessoa normal, mas com gosto refinado. Quando estou em casa ando de shorts e chinelo, sem maquiagem. Assisto filme com meus filhos. Levo eles para passear no shopping, temos uma vida normal. No trabalho sou exigente e acompanho tudo de perto.
 
Diário - O que gosta de fazer no tempo livre?
Val Marchiori -
Adoro curtir minha casa em Angra. Lá é meu refúgio. O sol, o mar, a paisagem maravilhosa me revigora. Claro que também adoro fazer umas comprinhas (risos). E que mulher não gosta (risos). Mas minha terapia de verdade é ir pra Angra com meus filhos, meus amigos, minha família, caminhar pelo condomínio e/ou passar o dia no barco.
 
Diário - Como você concilia os compromissos com sua transportadora, com os filhos, compromissos com a imprensa?
Val Marchiori -
Vivo correndo, mas consigo conciliar tudo da melhor maneira possível, mas devo confessar que não é fácil. A parte da manhã e noite reservo para ficar com meus filhos. O período da tarde, que eles estão na escola, aproveito para trabalhar e marcar os compromissos com a imprensa. Adoro acompanhar os estudos deles, sempre estar presente e eles sabem que podem contar comigo.
 
Diário - Como é a sua relação com seus filhos? 
Val Marchiori -
Eles são meus amores, são crianças super atenciosas, educadas e doces. Tenho um amor incondicional por eles e tento estar sempre presente.
 
Diário - Quais atividades você e seus filhos gostam de fazer juntos?
Val Marchiori -
Sou uma mãe super presente na vida dos meus filhos. Adoro buscar eles na escola.  Nossa diversão é quando vamos pra Angra e andamos de Jet sky, fazemos stand up, brincamos de futebol. Tudo é uma diversão quando estou com eles.
 
Diário - E como é a relação com sua família? Eles ainda vivem no Paraná, você mantém contato com todos?
Val Marchiori -
Sim, minha família toda ainda mora no Paraná. Graças a Deus pude melhorar a vida deles e sempre que possível eles estão por aqui ou eu vou pra lá matar a saudade. Minha família é tudo!
 
Diário - Você teve muitos namorados?
Val Marchiori -
Sim, sempre gostei de namorar e na época que participava dos concursos de miss, fazia sucesso entre os homens, ou melhor, ainda faço! (risos)
 
Diário - Como você conheceu o pai dos seus filhos, o empresário Evaldo Ulinski?
Val Marchiori -
Durante uma festa.
 
Diário - Como foi sua relação com ele? Quantos anos durou essa relação?
Val Marchiori -
Foi uma relação conturbada, mas que rendeu meus dois amores: Eike e Victor. Nosso relacionamento durou 12 anos.
 
Diário - Quando vocês se casaram?
Val Marchiori -
Nos casamos em maio do ano passado.
 
Diário - Ele é um pai presente na vida dos seus filhos?
Val Marchiori -
Ele sempre que pode visita às crianças.
 
Diário - Em abril você deu uma declaração sobre sua separação. Você sofreu com a separação, ficou alguma mágoa?
Val Marchiori -
Separação nunca é fácil, ainda mais quando se têm filhos. Foi um momento difícil, mas que já foi superado.
 
Diário - Como é a sua relação com o pai dos seus filhos depois da separação?
Val Marchiori -
Temos uma relação de respeito um pelo outro.
 
Diário - Você se considera uma mulher polêmica, porque fala o que pensa?
Val Marchiori -
As pessoas não estão acostumadas a falar o que pensam. Eu sou autêntica e muitas vezes causo polêmica por expressar minha opinião. Não me arrependo de nada do que falo, afinal todo mundo tem direito de expressar o que pensa, independente se os outros irão gostar ou não.
 
Diário - Val, você acredita que tem inimigos? Como lida com isso?
Val Marchiori -
Claro, vários! Mas não me abalo por isso. O que me importa são apenas meus amigos, os inimigos que falem bastante de mim, porque isso não me atinge!
 
Diário - Você se considera um exemplo de sucesso na carreira?
Val Marchiori -
Com certeza! Afinal sair de uma vida simples, do interior do Paraná, para me tornar uma empresária de destaque e mãe dedicada aos meus filhotes, não foi fácil e manter isso é uma conquista diária!
 
Diário - Qual é o segredo desse sucesso?
Val Marchiori -
Não ter medo de arriscar, ter conhecimento de tudo que se passa dentro do seu negócio e saber a hora de investir e, principalmente, o momento de esperar.
 
Diário - Quais são seus projetos para o restante de 2015? 
Val Marchiori -
Quero aproveitar esse momento incrível, que estou vivendo no programa Raul Gil, no quadro "Elas Querem Saber", me divirto muito! Os planos para o restante de 2015 é viver cada dia intensamente ao lado dos meus filhotes.
 
Diário - Você mencionou certa vez a vontade de fazer uma autobiografia, esse projeto está em andamento?
Val Marchiori -
Tenho vontade sim, mas isso é um projeto futuro.
 
 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.