X
X

Diário da Região

30/10/2014 - 01h45min

Cultura Brasileira

Livro defende folclore frente ao Halloween

Cultura Brasileira

Sidnei Costa Notório criador de sacis em Rio Preto, Jocelino Soares integra uma associação na cidade que trabalha em defesa do folclore brasileiro e da cultura caipira
Notório criador de sacis em Rio Preto, Jocelino Soares integra uma associação na cidade que trabalha em defesa do folclore brasileiro e da cultura caipira

Em um bambuzal próximo ao condomínio Quinta do Golfe, em Rio Preto, uma "tropa" de sacis se encontra durante a noite. Isso mesmo. Uma turma de meninos negrinhos, levados e arteiros. Quem garante é o artista plástico e escritor Jocelino Soares, conhecido pelo seu empenho em valorizar e manter as raízes da cultura caipira na cidade e na região. Jocelino garante: um grupo de sacis, personagem célebre do folclore brasileiro, fica escondido durante o dia e aparece à noite para viver várias aventuras.


Em 2003, essa relação de Jocelino com os sacis foi contada no livro "O criador de sacis", escrito pelo jornalista e escritor rio-pretense José Carlos Pontes, baseado na narração dos causos contados a ele pelo artista, além de alguns conceitos sobre as reais características físicas e de comportamento dos sacis. Agora, Jocelino assume as rédeas e conta a história do grupo de moleques travessos, com gorro e cachimbo e de uma perna só. Em "O Criador de Sacis", editado pela THS, o escritor narra a história dos sacis às netas Sara e Letícia.


Na trama, sentados num velho banco, embaixo de um enorme pé de amoras, o avô Marcelino e suas netinhas conversam, e as garotas pedem para que ele conte, mais uma vez, a história da criação de sacis. Marcelino então explica que ele não é um criador, mas um cuidador de sacis. Todos os dias, pela manhã, ele coloca alimento, água fresca, cuida dos que estão doentinhos e, para as sacis grávidas, ele coloca arroz em casca, depois de amolecido na água quente. Carinhosamente, elas o chamam de vovô Celino.


Segundo o escritor, a netinha maior até já viu um saci; a menorzinha ainda não. Com ilustrações da artista plástica Edna Stradioto, o livro tem 24 páginas e traz a mesma história contada por ele nas palestras ministradas em escolas e faculdades. Segundo o autor, as características físicas dos sacis são diferentes daquelas conhecidas. No entanto, ele optou por ilustrá-los da mesma forma. "Não dá para fugir do short e do gorro vermelhos", justifica. O livro traz ainda um pequeno glossário para as crianças entenderem melhor o universo caipira.


O livro será lançado amanhã, na mesma data em que se comemora o Dia das Bruxas. A ideia é fazer um contraponto ao Halloween. "Não tenho nada contra a cultura. Acho que todo mundo pode comemorar e entender do assunto. Mas o certo é que as escolas de idiomas comemoram a data, que é uma festa típica de países estrangeiros. Por outro lado, as escolas da rede de ensino brasileira devem celebrar o folclore brasileiro, que é rico", diz. O lançamento acontece nesta sexta-feira, às 10 e às 14 horas, na escola Coopec. Com entrada gratuita, o evento contará com palestras ministrados pelo autor.


Jocelino Soares conta que o saci entrarou na sua vida ainda quando ele era criança. No entanto, em 2000, ele se tornou um criador de sacis. "Eu não contava nada pra ninguém, até que um dia vi que em Botucatu existia a Semana do Saci. Achei por bem falar da minha criação." Com um grupo de amigos, Jocelino lançou em Rio Preto a Saciação de Amigos e Criadores Interioranos de Sacis (Sacis), que convida as pessoas a fazer parte de uma causa: o fortalecimento deste mito popular, além de preservar e difundir o folclore brasileiro e as raízes caipiras. "Sou defensor da cultura caipira, dos nossos saberes. Vivi até os dias 22 anos na roça e tenho muito orgulho."


Serviço


"O Criador de Sacis", de Jocelino Soares. Lançamento do livro amanhã, às 10 e às 14 horas, na Coopec. Cada exemplar custa R$ 10. Informações: (17) 3301-3335





Clique aqui e confira a programação de Eventos & Shows




>> Leia aqui o Diário da Região Digital

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso