Dança

  • Terça-feira, 21 de Novembro
  • Onde quer que vá, vá com o coração!

Matéria

Quarta-feira, 13.09.17 às 00:00 / Atualizado em 12.09.17 às 18:54

Pole dance: aliado do corpo e mente

Francine Moreno
Mara Sousa Fabieli Nataly Rodrigues Mancilia - 13092017
Professora Fabieli Nataly Rodrigues Mancilia ensaia os movimentos da modalidade na academia Cia de Dança Micheli França

Se você for neste sábado, 16, por volta das 9h, até a pista de caminhada da avenida Philadelpho Manoel Gouveia Neto, você irá ver um grupo de mulheres de diferentes idades fazendo movimentos de dança em torno de uma barra vertical. Trata-se de uma demonstração de pole dance na rua, em que as praticantes irão dançar de maneira acrobática e performática e irão trabalhar toda a musculatura do corpo.

Quem irá coordenar a aula é a professora Fabieli Nataly Rodrigues Mancilia, de 21 anos. Praticante da modalidade há cinco anos e instrutora a cerca de três, ela irá gerenciar uma aula demonstrativa com o objetivo de divulgar o pole dance como um esporte e arte, e conseguir novos adeptos. Segundo Fabieli, o pole dance faz bem, desperta a feminilidade e ajuda a perder cerca de 500 calorias em uma hora e meia de aula.

Segundo ela, a técnica proporciona inúmeros benefícios, físicos e emocionais. O pole dance emagrece, tonifica o abdome, glúteo e pernas, e atua no aumento do equilíbrio, resistência e força. A técnica ainda melhora a respiração e elimina problemas emocionais, como a depressão. Segundo a professora, após três meses de prática da dança, já dá para perceber todos os benefícios. “As praticantes percebem que perderam peso e se sentem mais bonitas. Ao fazer os primeiros movimentos, elas já se sentem poderosas e ficam com a autoestima lá em cima.”

Fabieli coordena aulas de pole dance em dois espaços em Rio Preto. Ela tem turmas na academia Cia de Dança Micheli França, localizada na Vila Santa Cruz, e no Divas Pole Dance Studio, no bairro Solo Sagrado. Suas alunas têm entre sete e 53 anos. Cada praticante recebe um atendimento diferenciado e faz acrobacia de acordo com a preparação física. “Qualquer pessoa pode praticar os movimentos e os resultados são vistos em pouco tempo. Não há restrição.”

Fazendo pole dance há cerca de um ano, a estudante Letícia Pires, de 33 anos, conta que perdeu 10 quilos. “Engordei muito durante a minha gravidez e fiquei com a minha autoestima lá em baixo. Paralelo as aulas, eu fiz uma dieta indicada por uma nutricionista e consegui recuperar o corpo que tinha antes de ter meu filho. Além de emagrecer, eu consegui melhorar minha postura e, ao mesmo tempo, tonificar a minha perna. Hoje já consigo fazer movimentos de inversão, que significa ficar de cabeça pra baixo, e dar alguns giros com as pernas esticadas.

Para Fabieli, mais mulheres merecem ser beneficiadas pelos movimentos do pole dance. Além de deixar as mulheres mais magras, a modalidade de dança também auxilia a aumentar autoconfiança. “Tenho alunas que hoje tem uma personalidade diferenciada porque se sentem felizes, seguras. As aulas são estimulantes. As minhas alunas mais velhas conseguem ter melhor equilíbrio e resistência.”

Interessados em iniciar as aulas de pole dance podem ir até pista de caminhada da avenida Philadelpho para obter informações ou procurar alguns dos locais em que Fabieli ministra a modalidade para fazer uma aula experimental e gratuita. Informações sobre a demonstração de pole dance na rua neste sábado podem ser obtidos no telefone (17) 99250-2561.

Para praticar as aulas, é aconselhado o uso de top e shorts curto para viabilizar o atrito da pele com a barra de aço e fazer sustentação do corpo. Na primeira aula já é possível fazer movimentos de giro, por exemplo. É preciso cuidado e orientação do professor para não gerar nenhum tipo de lesão. Quem já fez aulas de balé, circo ou outras danças terá mais preparo e domínio corporal e facilidade em aprender as acrobacias mais complexas.

Festival

Em Rio Preto há vários estúdios e academias especializadas. Um deles é o Studio de Pole Dance Fab Monico, na Vila São Pedro, que tem coordenação de Fabrícia Frazzato Monico. Nos últimos anos, por exemplo, ela já coordenou algumas práticas na rua em espaços como o teatro municipal Humberto Sinibaldi Neto e praça do Vivendas. O objetivo é interagir e mostrar que assim como outros esportistas, as praticantes do pole dance também fazem atividades ao ar livre.

Percussora do pole dance em Rio Preto, Fabricia trouxe a modalidade de dança para a cidade em 2007 e desde então tem coordenado aulas e capacitado novas professoras. Todos os anos, ela realiza em seu estúdio um festival para finalizar as atividades do ano. No entanto, em 2017, ela irá ampliar o evento e irá realizar em Rio Preto o primeiro festival de pole dance na cidade.

Denominado Diversos - I Festival Aberto de Pole Dance de Rio Preto, o evento será realizado no dia 22 de novembro deste ano, às 20h, no teatro Nelson Castro, e contará até com apresentação de uma turma masculina. O objetivo é mostrar toda a diversidade da técnica como arte. Os ingressos começarão a ser vendidos daqui 20 dias. As informações sobre o festival poderão ser obtidas pelo telefone (17) 98205-5666.

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.