Cidades

X
  • Terça-feira, 17 de Outubro
  • Onde quer que vá, vá com o coração!
Cidades

Matéria

Terça-feira, 09.06.15 às 00:00

Os xingamentos que mais ofendem

Victor Augusto
Belisário/Editoria de Arte arte_palavroes

Para os homens, ‘veado’ é a ofensa mais grave. Já para elas, o pior ataque é ser chamada de ‘piranha’. Isso é o que mostra uma pesquisa realizada pela professora Valeska Zanello, do Departamento de Psicologia Clínica da Universidade de Brasília (UnB). Segundo dados da pesquisa, os padrões de xingamento são diferentes de acordo com o gênero do ofendido. A pesquisa também revela que muitas vezes a mesma palavra dita para homem e para mulheres tenha uma conotação diferente.

É o caso de “vagabunda/o”. “Se você chama um homem de vagabundo, está dizendo que ele não trabalha, que não gosta de trabalhar, etc. Mas se você xinga uma mulher de vagabunda, o sentido é diferente. Você está acusando-a de ser promíscua”, afirma a psicóloga Sandra Carósio, de Rio Preto. Outro dado interessante é que para os homens os piores ataques são os relacionados à sexualidade, ao sucesso profissional e à virilidade. Já para as mulheres, a reputação, os conceitos morais e os aspectos físicos, como o peso, por exemplo, são os que mais incomodam.

De acordo com a pesquisa, ser chamada de gorda é o terceiro xingamento que mais ofende as mulheres. Na segunda posição está o termo “falsa” e outros semelhantes, como egoísta e mentirosa. Em primeiro lugar está “piranha” e outras palavras relacionadas, como vagabunda e prostituta.

Já os homens reclamam mais de ser xingados de ‘veados’ (homossexual). Na sequência, eles ficam irritados quando são chamados de pobres e em terceiro lugar quando são acusados de broxas (não viril) ou quando falam sobre o tamanho reduzido do pênis. “Os xingamentos refletem valores. Nunca é dito aleatoriamente. Tanto que na pesquisa, em todas as faixas etárias e sociais, disseram que o pior xingamento para uma mulher é ‘piranha’. Ou seja, existe uma intenção de controle sexual das mulheres. Uma cultura machista”, avalia a professora.

“Eu fico mesmo muito ofendida se me chamarem de piranha. Não acontece com frequência, mas numa discussão, isso me tira do sério. É como se eu tivesse que seguir um modelo de comportamento pré-determinado. Não sou assim, sigo os meus valores. Tenho a minha convicção”, diz a estudante de direito, Carolina Ribeiro Moraes. Já o estudante de educação física, Ricardo Henrique Almeida, afirma que o que mais irrita é quando atingem a moral. “Não suporto ser chamado de vagabundo, por exemplo, é uma inverdade muito grande e isso me deixa realmente ofendido”, afirma.

MULHER:

  • Piranha
  • Falsa
  • Gorda

HOMEM:

  • Veado
  • Pobre
  • Broxa

‘É reflexo dos valores da sociedade’

A psicóloga Sandra Carósio, de Rio Preto, afirma que as diferenças dos xingamentos refletem os valores da sociedade. Aquilo que mais importa para as pessoas de um modo geral. “Se você xinga uma mulher de piranha, é uma ofensa, mas um homem galinha é um elogio, ele é considerado um garanhão. Isso mostra que mesmo com os avanços que já tivemos, ainda estamos em uma sociedade machista”, explica.

Sandra diz ainda que os padrões de beleza ocupam um espaço muito grande na cabeça delas. “As mulheres se cobram muito. Todas querem ser aceitas e, atualmente, o padrão de beleza é ser magra, por isso, quando chamadas de gordas se sentem ofendidas. Já os homens são cobrados por ser másculos; qualquer xingamento que ofenda sua virilidade será cruel e imperdoável”, diz.

 

opiniao_xingamentos Clique na imagem para ampliar

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.