Cidades

X
  • Terça-feira, 21 de Novembro
  • Onde quer que vá, vá com o coração!
Cidades

Matéria

Quinta-feira, 26.01.17 às 00:00 / Atualizado em 25.01.17 às 23:07

Evento reúne apaixonados por matemática

Da Redação
Johnny Torres Gabriel Fazoli - 26012017
Gabriel Fazoli, 19 anos, de Urupês, ganhou medalha de prata em olimpíada de matemática

Cem estudantes de 11 estados brasileiros participam de treinamento para que possam participar de Olimpíadas Internacionais de matemática ao redor do mundo em evento no hotel Michelangelo, em Rio Preto. O encontro é organizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), e vai até a próxima sexta-feira, 27. Além do treinamento, os alunos vencedores da última Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) estão sendo premiados.

Entre eles está o estudante de matemática do Ibilce, morador de Urupês, Gabriel Fazoli, de 19 anos. Ele diz que aproveita o evento para aprender como as outras pessoas fazem matemática. “Com os nossos estudos aqui focamos mais na solução de problemas e de como a matemática pode ser aplicada na prática, e às vezes, na faculdade, ficamos muito na parte teoria”, disse o estudante.

Gabriel fica feliz em representar a região no evento, já que foi o único da região a conquistar uma medalha de prata na OBM do ano passado. “Pôr o nome de Urupês e da região no mapa da Matemática é muito importante, pois mostra ao país que aqui também há pessoas que se interessam pela área”, acrescentou o estudante.

O evento

Os estudantes realizam atividades, simulados, palestras e treinamentos de geometria, álgebra, combinatória, teoria dos números e outras questões do universo matemático. “Os estudantes que estão aqui foram os melhores da OBM do ano passado e, a partir de agora, vão ocorrer seletivas para selecionar os seis integrantes da equipe brasileira que participarão de Olimpíadas Internacionais em 2017”, declarou o organizador do evento, Rodrigo Braz.

O professor Israel Dourado, que ministra aulas em Fortaleza, foi convidado a participar da Semana e acha que a Matemática nesses eventos serve para treinar o poder de raciocínio do aluno. “Há muitos alunos que saem dessas Olimpíadas e se tornam médicos, advogados e com outras profissões que não teriam ligação direta com a Matemática, por conta da capacidade de raciocínio que se procura desenvolver com esses estudantes, além de que eles conseguem aplicá-lo em outras áreas”, afirmou o professor.

 

Comentários

Recomendadas

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 15,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Facilite seu acesso agregando uma
conta de rede social ao seu perfil
Sexo
Confirme seu cadastro

Para acessar nossos conteúdos especiais é necessario que você ative seu cadastro.

Acesse seu e-mail e clique no link que lhe enviamos. Caso não tenha recebebido, digite abaixo seu e-mail.