Diário da Região

20/10/2019 - 11h57min

DESIGN SUSTENTÁVEL

Reciclagem e economia de recursos conquistam fabricantes de móveis

Empresas lançam produtos confeccionados com base na reciclagem de materiais e na economia de recursos

Freepik/Banco de Imagens Sala sustentável como móveis feitos de pallets
Sala sustentável como móveis feitos de pallets

A cada dia fica mais evidente o predomínio do pensamento sustentável como forma de guiar novas criações nas áreas de decoração e design. O tema tem hoje lugar garantido na lista de prioridades de designers e fabricantes, assim como não são poucos os consumidores que já prezam pela qualidade e procedência dos objetos que pretendem ter em casa.

Sintonizadas com os anseios do mercado, três empresas acabam de lançar produtos confeccionados com base na reciclagem de materiais e na economia de recursos. Um movimento que só tende a aumentar nos próximos anos.

"A demanda é cada vez maior, já que sustentabilidade é uma pauta nos mais diversos nichos. Não poderia ser diferente com a decoração", explica Rui Baldasso, diretor de produtos da Tramontina, que acaba de lançar duas cadeiras feitas de plástico reciclado. No caso, a partir de sacos utilizados pela petroquímica Braskem, utilizados no transporte de resinas, que, uma vez reprocessados dão origem à matéria-prima. Segundo Baldasso, serão utilizados pelo menos 600 toneladas de plástico reciclado por ano na produção de três modelos de cadeiras.

Provém de garrafas PET, a matéria-prima empregada pelos irmãos Jack e Sérgio Fahrer, no mais novo lançamento de sua marca, a cadeira Miramar. Conhecido como madeira plástica, o material permite a reprodução de veios de madeira em sua superfície.

"O que há de mais inovador na peça é o uso das réguas de plástico reciclado, no assento e no encosto, uma matéria-prima obtida a partir de garrafas PET recolhidas dos oceanos. Mas a estrutura de aço reciclado, ao invés de aço virgem, também é sustentável", afirma Sérgio, que aponta como atrativo a mais a possibilidade de produzir o móvel em diversas cores.

"Trata-se de um produto que pode ser utilizado em vários ambientes, do escritório à área de lazer. É um objeto leve, que pode ser empilhado e, claro, deixa qualquer espaço mais sustentável", detalha o designer.

Além das novas cadeiras, uma linha composta por 40 itens, entre acessórios e utilitários produzidos com algodão orgânico é a aposta da Tok&Stok para atrair os consumidores mais conscientes. São cestos, jogos de cama, capas para almofada, xales e toalhas

Todos feitos de matéria-prima importada, seguindo fielmente os parâmetros da cultura orgânica. Ou seja, o algodão é cultivado sem agrotóxicos ou pesticidas e as peças confeccionadas dentro de um processo de produção que emprega menos água e economiza 62% de energia que os produtos convencionais.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.